Rosh Hashaná

Yom Hazicaron

O Dia do Ano Novo judaico não é apenas uma ocasião de alegria mas, um dia dedicado à oração. É chamado Yom Hazicaron (Dia da Memória) - quando todas as criaturas são julgadas pelo Criador de acordo com seus méritos. Devemos lembrar que o Supremo Juiz do Universo é bondoso e misericordioso. Seu propósito não é punir. D'us apenas quer que sigamos as Leis e regulamentos que Ele nos impôs para nosso próprio bem. Durante o mês de Elul, com a aproximação de Rosh Hashaná, tomamos a resoluta determinação de corrigir qualquer mal feito ou hábito descuidado do passado. Um sentimento toma conta do coração do verdadeiro arrependido, como se removesse um fardo pesado do passado. É o sentimento de poder recomeçar a vida como uma criança recém-nascida, sem máculas nos seus registros. São estes os sentimentos que o judeu traz à sinagoga na primeira noite de Rosh Hashaná. Ele se encontra próximo a D'us, e as orações vem da sua sincera vontade de retornar ao Criador.

Os Primeiros a se Arrependerem

De acordo com a tradição, foi em Rosh Hashaná que Cayin (Caim) assassinou seu irmão Hevel (Abel). Abel jazia imóvel na grama. Cayin percebeu que havia matado seu irmão. "O que farei com o corpo?" pensou ele, completamente perdido, pois jamais havia visto um cadáver antes, e não sabia o que fazer com ele. Sons de pios altos e ferozes fizeram-no erguer os olhos. Viu dois corvos lutando sofregamente. Por fim, um deles caiu ao solo e lá ficou, sem vida como seu irmão Hevel. O pássaro vitorioso começou a cavar um buraco no chão, com o bico e as garras. Rolou o corpo do pássaro morto até lá, cobrindo-o com terra e afastou-se voando. Cayin agora sabia o que fazer. Cavou um túmulo no solo e lá colocou o corpo do irmão, cobrindo-o com terra. "Devo fugir daqui," pensou ele. Ouviu então uma voz celestial: "Acha que pode fugir de Mim? Onde está seu irmão Hevel?" Cayin amedrontou-se. "Não sei," replicou ele. "Por acaso sou o guardião de meu irmão?" "Seu tolo filho do homem", disse D'us novamente. "Não pode esconder coisa alguma de Mim!" O coração de Cayin estava repleto de remorso. Sentia-se profundamente triste pelo que fizera. "Meu pecado é muito grave até mesmo para o perdão Divino?", gritou angustiado. D'us olhou para dentro do coração de Cayin, e viu que ele estava verdadeiramente arrependido. D'us disse então: "Como você se arrependeu honestamente, com todo seu coração, aliviarei o seu castigo. Pouparei sua vida, mas será um andarilho errante e sem descanso até o fim de seus dias; então você, também, morrerá pelas mãos de um homem." Cayin iniciou sua caminhada. Seu pai Adam o viu. "Por que está tão triste, meu filho?", perguntou-lhe. Cayin contou o que havia acontecido. "O poder do arrependimento é tão grande?", exclamou Adam. "É uma pena que eu não o soubesse antes." Adam então rezou a D'us para que o perdoasse pelo seu pecado de comer do fruto da árvore proibida. Orou com todo seu coração, e D'us aceitou seu arrependimento sincero e o perdoou. Cayin e Adam foram os primeiros a se arrepender, e foram perdoados - em Rosh Hashaná.

#roshhashaná

Destaque
categorias
etiquetas
Nenhum tag.
Arquivo
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

bnei@bnei.org.br

Alphaville, Granja Vianna e região

לעילוי נשמת אהרן בן ברק ז"ל

  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now